Evento: Mário Peixoto. A poesia que reside nas coisas | 13 e 14 de novembro


Ligado, pela amizade ou pela criatividade, a nomes  como Clarice Lispector e Lúcio Cardoso, entre outros; autor de um livro elogiado por Jorge Amado e Manuel Bandeira e do qual apenas o primeiro volume, de um total de seis, até agora – 2017 – foi publicado; exímio poeta. Mas, pouco lembrado por sua literatura. Realizador de um filme elogiado por nomes como Orson Welles e peça de culto da cinematografia brasileira, uma vez que este feito é sempre o primeiro a ser recuperado quando seu nome é citado.

Todas as facetas do artista são exploradas por estudiosos de sua obra na edição 14 da Revista 7faces, com sublinhado para sua produção literária. Este número reúne, além de ensaios, material diverso de arquivo e inéditos. Marca esta publicação “Mário Peixoto. A poesia que reside nas coisas” –  alusivo à memória e à obra do autor.

O evento ocorre nos dias 13 e 14 de novembro de 2017, no Centro Cultural Ibeu, em Copacabana/RJ.


Programa:

Dia 13 de novembro

14:30
Lançamento da Revista 7faces n.14 em homenagem ao Mário Peixoto
Pedro Fernandes de O. Neto (UFERSA); Cesar Kiraly (UFF)

15:00
Geraldo Blay Roizman (USP)
Filippi Fernandes (UFF / Arquivo Mário Peixoto)

17:00
Mar de Fogo, de Joel Pizzini (8 minutos, Blu-ray )
Limite, de Mário Peixoto (114 minutos, Blu-ray )



Dia 14 de novembro

14:30
Lançamento da Revista 7faces n.14 em homenagem ao Mário Peixoto
Pedro Fernandes de O. Neto (UFERSA); Cesar Kiraly (UFF)

15:00
Joel Pizzini (Cineasta)
Maurício (PUC-Rio)

17:00
Mar de fogo, de Joel Pizzini (8 minutos, Blu-ray)
Limite, de Mário Peixoto (114 minutos, Blu-ray)



Entrada Livre


CENTRO CULTURAL IBEU
Av. N. S.de. Copacabana, 690/11º andar 
Copacabana - Rio de Janeiro

Informações: https://simposiomariopeixoto.wordpress.com/
Confirme sua presença: https://www.facebook.com/events/151797028770581/

À Beira - Pedro Tebyriçá


A Galeria de Arte Ibeu recebe a partir do dia 7 de novembro a individual "À Beira", do artista Pedro Tebyriçá. A mostra fica em cartaz até o dia 1º de dezembro, de segunda a quinta, de 13h às 19h, e às sextas de 13h às 18h. A Galeria Ibeu fica localizada na Rua Maria Angélica, 168, Jardim Botânico.

Sobre a exposição: O artista Pedro Tebyriçá mirou sua câmera à beira-mar e fez registros de um espaço democrático por excelência, o Arpoador, para compor a exposição "À Beira", que será inaugurada na Galeria Ibeu no dia 7 de novembro, às 18h30. Esta é sua primeira individual exclusivamente de fotografias.Nascido neste bairro carioca, Tebyriçá viveu por 30 anos no edifício "Marambaia" - o mais antigo da área, construído à beira do mar -, de onde, da mesma janela, se vê as praias do Arpoador, Ipanema, Leblon, as Ilhas Cagarras e o Morro Dois Irmãos. Isto influenciou a poética do artista, que registrou de uma maneira pessoal as características próprias - e múltiplas - do local.


Segundo o curador, Cesar Kiraly, "À Beira do Tibiriçá se afirma, primeiro, como poesia concreta, feita da crase, antes da beira, até o acento agudo do nome do artista. Uma delimitação do espaço dos banhistas, que começa com a interrupção da calçada, ou o início da areia, e se encerra com a fronteira variável do mar. As pessoas que ali estão, estão à beira. Porque suas experiências citadinas estão longe da trivialidade, elas escolheram investir num tipo particular de repetição: a metamorfose da pele, dos olhos, dos movimentos etc. À beira da vida cotidiana, porque estar ali implica disponibilidade específica à passagem do tempo, nem que seja para apenas aproveitá-lo, na expectativa do sol, e à beira do fim da cidade e começo do mar. Além disso, estar à beira guarda algo de trágico, pois é justamente do oceano que nos chega a destruição, seja a do ambiente, em suas gigantescas ondas, ou a ficcional, em seus curiosos monstros. Nesse sentido, os banhistas se mantêm à beira da loucura, à mercê do abismo."


À Beira - Pedro Tebyriçá
Serviço: 07/11/2017 a 01/12/2017 | Seg a Quin (13h às 19h); Sex (13h às 18h)
Galeria de Arte Ibeu - Rua Maria Angélica, 168, Jardim Botânico