Resultado Final NOVISSIMOS 2013


Conforme Edital, a Comissão Cultural do Ibeu torna público o resultado final de NOVISSIMOS 2013.

Artistas Selecionados:

André Terayama (SP)
Carolina Martinez (RJ)
Daniel Frota (RJ)
Eduarda Estrella (RJ)
Fernanda Furtado (RJ)
Frederico Filippi (SP)
Íris Helena (PB)
Luisa Marques (RJ)
Luiza Crosman (RJ)
Maíra Dietrich (SP)
Marcela Antunes (RJ)
Marcelle Manacés (RJ)
Mario Grisolli (RJ)
Mayra Redin (RJ)
René Gaertner (RJ)
Rodrigo Moreira (RJ)


Ao todo foram 153 projetos inscritos, sendo 2 do Distrito Federal, 1 do Espírito Santo, 1 de Goiânia, 2 de Minas Gerais, 1 da Paraíba, 1 do Paraná, 133 do Rio de Janeiro, 2 do Rio Grande do Sul, 1 do Sergipe e 7 de São Paulo.
 
A Galeria Ibeu agradece a todos os inscritos.
 

Leo Ayres - Tananan Opera Chanchada



Em sua terceira individual no Rio de Janeiro, Leo Ayres apresenta objetos, vídeos e uma performance na abertura da Tananan Opera Chanchada.

“Na exploração da estética do constrangimento, junto em uma só exposição os três maiores geradores de vergonha alheia das artes: teatro, performance e videoarte. A ideia é criar um espetáculo absurdo como a própria vernissage é. O processo de escolha das falas, figurinos e vídeos apresentados é aleatório, como em vários trabalhos de Duchamp. O cenário é a galeria com trabalhos pouco convencionais, uma porta cheia de olhos mágicos, pisos de espelho e uma escada para que os visitantes subam na mesa do escritório. Os trabalhos não serão tratados individualmente, mas tudo é como uma grande instalação”, diz o artista.

Serão quinze atores performando e oito vídeos, que serão alternados durante as três horas de vernissage (19h às 22h). Os vídeos foram feitos em Fortaleza, São Paulo, Buenos Aires e Berlim e contam com diversas participações especiais, como a jovem atriz francesa Aurélie Nuzzilard (imagem abaixo) e trilhas sonoras compostas pelo músico Jules Etienne.


Para Ivair Reinaldim, curador da exposição: "Entre objetos instalados e seu uso durante a realização de um grande happening, Tananan Opera Chanchada pretende reforçar a dimensão de acontecimento existente no encontro celebratório que é a abertura de uma exposição. Promovendo o inusitado, através da proposição de situações ambíguas, o artista acentua o impasse entre quem vê e quem se dá a ver, entre o que está dentro e o que está fora, entre o que é fluxo e aquilo que é reprimido por meio do (auto)controle. Será possível distinguir acertadamente entre o que de fato é performance e o que é um simples ato espontâneo? Nada é o que parece ser."

O artista já realizou quatro exposições individuais, sendo a última "Deixe as luzes acesas" no Centro Cultural do Banco do Nordeste em Fortaleza-CE. Participou de diversas mostras coletivas como Performa (Paço das Artes - SP), Jogos de Guerra (Memorial da América Latina - SP e Caixa Econômica Federal - RJ), Vide-Espontâneo (Oi Futuro - RJ) e Postcards from the Edge (ZieherSmith - NY). Foi selecionado no Programa de Exposições 2012 do Museu de Arte de Ribeirão Preto (MARP - SP) e no Novíssimos 2011 (Galeria de Arte Ibeu - RJ).



LEO AYRES - "Tananan Opera Chanchada"
Curadoria: Ivair Reinaldim
Abertura: 18 de junho de 2013 (terça-feira), às 19h
Exposição: 19 de junho > 12 de julho
Horário de visitação: segunda a sexta-feira, das 13h às 19h
Endereço: Av. N. Sra. de Copacabana, 690 | 2º andar - Rio de Janeiro
Tel.: (21) 3816-9473